sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Exu rege o ano de 2009 com Yemanjá e com a influência de Oxum e Oyá


Exu, Deus da Libido e da Fertilidade, senhor da Simpatia e da Antipatia. Èşu é regido principalmente por dois odùs Onikansã quando positivo e Odi quando negativo. Èşu está em todos nós, como diz o Chakran. Ele está relacionado com os nossos sentimentos de paz, de luta, de amor, de ódio, de simpatia, de antipatia ao mesmo tempo. Aprendi com os meus mestres africanos que Exu é o mais nobre sentimento calado dentro de nós e ao mesmo tempo; o pior dos sentimentos travados, sufocados, dentro der nosso peito. E que quando ele explode o difícil é avaliar as suas conseqüência. Ele é o sentimento possessivo ativo e o sentimento possessivo passivo. Apenas quando um destes sentimentos explode é que se tornam visíveis as suas ações boas ou más.

Assim entendemos que Exu é simplesmente Três Segundos de Excesso de Loucura, que todos os seres racionais e irracionais possuem, e com o qual ele se transforma no maior e único fertilizador das boas ações, as quais a partir destes três segundos poderão durar uma eternidade a ponto de se construir um mundo. Assim como ele é também fertilizador das más ações destrutivas, que em um simples lapso de memória, três segundos, poderá transformar-se no maior destruidor de toda a história.

O ano de 2009 traz Exu como regente trazendo com ele três àyabás:












Yemanjá como a protetora da prole;

















Oxum como a protetora da gestação e




















Oyá como a senhora da provisão e da elevação.





Exu representa a magia boa e má e em conseqüência disso ele trás tudo o que é bom e mau. Portanto é um ano que requer muito cuidado, pois ele pode trazer tanto o êxito como a derrota; a fortuna e a miséria; a solução e os problemas; a saúde e a enfermidade; a razão e a insanidade.

A vida afetiva será positiva para quem oferecer fantasia sem preconceitos ou regras, sem os principios éticos e morais, mesmo porque o sentimento amoroso neste momento estará disposto como cartas numa partida e pôquer às vezes, quando você blefa, tanto pode ganhar como perder, tudo é questão de saber jogar no momento certo.

Exu é o deus único do poder antagônico, até mesmo o poder dos oríşás é regido por ele, pois se ele não tiver primazia nas oferendas e atos, nada sairá perfeito. Como deus do desenvolvimento ele traz elevação se tudo for muito bem pesado calculando os prós e os contras. Expansão na indústria, comércio, cultura, ciência e tecnologia se as coisas forem feitas assim. Exu é o dono do mercado, destaque para a área do comércio varejista.

Na política o ano será de traições e reformulações. A persistência será o ponto fundamental no que diz respeito à busca pelo crescimento social e profissional.

O ano será favorável para quem estiver bem consigo mesmo, sem sentimentos de autopiedade ou segredos inconfessáveis. Tudo o que for obscuro tem a tendência de se mostrar pior do que realmente é. Será um ano negativo para aqueles que esquecerem de si próprio para propalar a vida dos outros, para os falsários, para os submissos, para os que desejam ter os pertences dos outros, sem que para isso se proponham a lutar, pois com certeza ficarão mais carentes e dependentes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário